NO AR AGORA
TOP FORRÓ
E-mail
siteareapop@yahoo.com.br
Ligue
(82)99619 - 3900
NOTÍCIAS

Levantamento de pesquisadores reforça desaceleração da pandemia em AL

Levantamento feito pelo Observatório Alagoano de Políticas Públicas para o Enfrentamento da Covid-19, divulgado nesta segunda-feira (14), mostra a desaceleração da pandemia em Alagoas, com redução da quantidade de casos novos e óbitos pelo novo coronavírus nos municípios. Entretanto, os pesquisadores fazem uma ressalva sobre Maceió e Arapiraca: as duas cidades ainda tiveram aumento de infectados.

"De modo geral, após o encerramento da 37ª SE, Alagoas manteve a tendência observada nas últimas semanas, registrando uma redução de 21% de novos casos e 11% de óbitos, quando comparados com os indicadores da semana anterior. Essa tendência foi observada ao longo de quase todas as regiões analisadas com exceção de Maceió e Arapiraca, que apresentaram aumento no número de novos casos (58% e 25%, respectivamente), e de boa parte do Sertão alagoano, em especial a 9ª e 10ª regiões que registraram alta no número de óbitos". 

 

Parte dos municípios da 9ª e 10ª regiões do Sertão alagoano - Canapi, Carneiros, Dois Riachos, Maravilha, Monteirópolis, Olho D'Água das Flores, Olivença, Ouro Branco, Palestina, Pão de Açúcar, Poço das Trincheiras, Santana do Ipanema, São José da Tapera, Senador Rui Palmeira, Anadia, Boca da Mata, Campo Alegre, Junqueiro, Roteiro, São Miguel dos Campos, Teotônio Vilela, Água Branca, Delmiro Gouveia, Inhapi, Mata Grande, Olho d'Água do Casado, Pariconha, Piranhas - ainda precisa de monitoramento porque houve aumento de óbitos. 

Deste modo, segundo o relatório divulgado, verifica-se que Arapiraca e Maceió estão entre as localidades que apresentaram no decorrer da 37ª SE (último sábado) as maiores incidências de novos casos (132 e 57, respectivamente), junto com a 8ª região que liderou esse "ranking" na semana anterior, e registrou 79 novos casos para cada 100 mil habitantes ao longo da 37ª SE. 

"Já com relação a incidência de óbitos, enquanto na capital a incidência foi 2,5, em Arapiraca foi de 2,2 mortes para cada 100 mil habitantes. Números semelhantes só foram observados nas duas regiões sertanejas que registraram alta de óbitos na última semana (9ª e 10ª RS), onde a incidência de óbitos foi semelhante a observada em Maceió no referido período", explica.

A equipe que compõe o Observatório Alagoano de Políticas Públicas para o Enfrentamento da Covid-19 ressalta que, considerando o período mínimo de quatorze dias de queda nos números de novos casos e óbitos, a 37ª semana registrou um avanço com relação ao controle da transmissão no estado, tendo sido observadas quedas simultâneas dos dois indicadores em seis localidades, entre as doze observadas. 

"Por outro lado, a significativa alta no número de novos casos de Maceió e Arapiraca acende o sinal de alerta quanto a adoção das medidas de controle para se evitar o surgimento de novas ondas de contaminação", explica o relatório.

Alagoas confirmou mais 102 casos e seis óbitos causados por Covid-19 nesta segunda-feira (14), segundo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). São 1.985 óbitos e 82.332 casos confirmados desde o início da pandemia no estado.  Fonte: Gazetaweb.com